A Síndrome do Túnel do Carpo (STC), descrita pela primeira vez por Sir James Paget em 1854, é a neuropatia compressiva periférica mais comum.⁣

Acomete mais frequentemente o sexo feminino, entre 40 a 60 anos e cerca de 50% a 60% são bilaterais.⁣

Compreende sinais e sintomas causados pela compressão do nervo mediano ao nível do canal do carpo que se localiza no punho. ⁣

Os sintomas são dor, formigamento, perda de sensibilidade, sensação de inchaço, diminuição da força de preensão e atrofia da musculatura tenar.⁣

Esses sintomas são causados por um desequilíbrio entre conteúdo e continente desse canal que acaba por comprimir o nervo mediano. Entre essas causas estão hipertrofia sinovial dos tendões flexores, fatores genéticos, tamanho do túnel do carpo, atividades manuais repetitivas, exposições a vibrações, ao frio e traumatismo na região do punho. Qualquer anomalia anatômica também pode ser um possível fator de compressão do nervo mediano.⁣

O melhor exame para diagnóstico da STC é o exame clínico associado à eletroneuromiografia (ENMG). A ultrassonografia pode também ser usada em alguns casos.⁣

O tratamento pode ser conservador ultilizando-se de anti-inflamatórios não hormonais, uso de vitamina B6 (piridoxina), uso de órtese noturna, infiltração de corticóides, fisioterapia e diminuição de atividades que exijam flexo-extensão repetitiva do punho. Em casos mais graves o tratamento cirúrgico é indicado com a descompressão do nervo mediano através da secção do ligamento carpal transverso.⁣

Quanto mais grave a doença pior é o resultado esperado com o tratamento, por isso é importante buscar ajuda profissional precocemente.⁣

Mais informações? Procure seu ortopedista de confiança.⁣

#ortopedia #traumatologia #medicina #tratamento #prevenção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *